Total de visualizações de página

PESSOAS QUE GOSTAM DESTE SITE

21 fevereiro 2017

LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ / SUBSÍDIO / REVISTA DA CLASSE ADULTOS




A fidelidade é um ato unilateral, ou seja, é possível ser fiel com uma pessoa mesmo que não haja reciprocidade. Essa verdade se encontra no texto áureo da nossa lição "Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo." (2 Tm 2.13). Vamos entender esse versículo melhor analisando Gênesis 15.

Nesse capítulo de Gênesis vemos Deus firmando um PACTO (Aliança) com Abrão. Os caldeus costumavam fazer pactos derramando o sangue de animais na terra e dividindo esses animais em duas partes, fazia-se um caminho entre as partes do animal e os pactuantes passavam pelo meio para selar o pacto, isso significava que qualquer das partes que não cumprissem com o pacto teria seu sangue derramado na terra e seu corpo dividido ao meio.

Deus conhecendo o homem e suas falhas mandou Abrão preparar os animais para firmar o pacto, no entanto, não permitiu que Abrão passasse pelo meio dos animais, ou seja, Deus selou o pacto da bênção da salvação sozinho, pois na hora de selar o pacto Deus fez cair um sono profundo sobre Abrão e Deus passou numa tocha de fogo e numa coluna de fumaça pelo meio dos animais mortos.

Dessa forma, só Deus se comprometeu a honrar o pacto celebrado com Abrão e sua descendência, por isso, ainda que o homem falhe com Deus, o Senhor permanece fiel, a Salvação que recebemos é pela fidelidade de Deus, ELE zela pela sua palavra para a cumprir, podem passar os céus e a terra mas o Senhor permanece fiel.

O que Abrão e sua descendência deveria fazer para cumprir sua parte no pacto? “Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o SENHOR a Abrão, e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito.” (Gênesis 17:1), deveriam andar na presença de Deus e ser perfeito. No entanto, as falhas foram muitas no decorrer da história, mesmo assim, Deus cumpriu suas promessas porque o pacto foi selado apenas pelo Senhor. Após essa viagem no Antigo Testamento, leia novamente o Texto Áureo da nossa lição e compreenda a profundidade dessa Palavra. A fidelidade de Deus é perfeita!

Todo esforço que fizermos para sermos fiéis ao Senhor ainda é pouco perto da fidelidade de Deus para conosco. Sabendo o Senhor da nossa dificuldade em sermos fiéis, envia-nos o Espírito Santo que produz o Fruto do Espírito chamado fidelidade. Aquele que andar em Espírito consegue permanecer fiel ao Senhor.

Dito isso, precisamos saber como andar em Espírito. Isso é possível através da comunhão, pois só anda junto quem tem comunhão. Como ter comunhão com o Espírito Santo? Através da leitura da Palavra de Deus que nos ensina como moldar o nosso caráter para viver de acordo com a vontade divina (ler e aplicar, viver a Palavra), por meio da oração e do jejum, alimentando o espírito e mortificando a carne.

Se andarmos em comunhão com o Espírito Santo, venceremos a infidelidade, ou seja, a idolatria e a apostasia. O Espírito Santo nos ajuda a sermos fiéis até o fim, independente das circunstâncias contrárias que surgirem durante a nossa vida.

Intensifique a leitura da Bíblia, aplique a Palavra de Deus na sua vida, ore mais, jejue mais, tenha profunda comunhão com o Espírito Santo, assim você vencerá os apedrejamentos como o Apóstolo Paulo e permanecerá fiel. Você resistirá dias tenebrosos como Paulo resistiu na prisão. A nossa fidelidade a Deus não depende dos homens, depende do nosso andar com o Espírito Santo.

Muitos deixaram de ser fiéis ao Senhor, se afastaram da sua Casa, porque não suportaram as pedras que lançaram sobre suas vidas e ministérios, porque não suportou os açoites e as prisões, as rejeições dos homens afetaram sua fidelidade com Deus. Hoje o Espírito Santo te chama para andar com ELE, você andará no caminho da fidelidade, e dirás como o apóstolo Paulo:

Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 8:35-39).

Nada será mais forte do que a sua fidelidade com Deus! Aleluia!

Bons estudos e boa aula!

Pr. Ismael Oliveira

20 fevereiro 2017

LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ / SLIDES DA LIÇÃO / REVISTA DA CLASSE ADULTOS







LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ




TEXTO ÁUREO
"Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo." (2 Tm 2.13)




VERDADE PRÁTICA
A fidelidade, como fruto do Espírito, ajuda o crente a permanecer firme na fé em Cristo.






Hebreus 10.35-39


35 - Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão.
36 - Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.
37 - Porque ainda um poucochinho de tempo, e o que há de vir virá e não tardará.
38 - Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.
39 - Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma.





INTRODUÇÃO


Nesta lição, estudaremos outro aspecto do fruto do Espírito, a fidelidade. Veremos também a idolatria e as heresias como obras da carne e como oposições, ou seja, contrárias à fidelidade. Como novas criaturas, precisamos crer e confiar em Deus de todo o coração, pois a nossa fé vai nos ajudar a permanecer fiéis até o dia em que nos encontraremos com o Senhor.   Aquele que realmente crê no Pai e no Filho não se deixa levar por qualquer sorte de doutrina, pois está sempre vigilante e atento à voz do Senhor.






I - O SIGNIFICADO DE FIDELIDADE


1. Definição. Fidelidade, segundo o Dicionário Houaiss é a "característica do que é fiel, do que demonstra zelo, respeito por alguém ou algo, lealdade".Logo, podemos afirmar que a fidelidade é a característica de quem é leal.




2. A fidelidade como fruto do Espírito. Já vimos que a fidelidade é a característica de quem é leal, mas, como fruto do Espírito, tal virtude é desenvolvida em nós pela ação do Espírito Santo (Gl 5.22). À medida que confiamos em Deus e passamos a ter uma maior comunhão com Ele, mediante a leitura da Palavra, oração e jejum, desenvolvemos o fruto do Espírito.




3. A fidelidade de Deus. Fidelidade é um dos atributos morais de Deus. Ele é fiel em sua natureza (2 Ts 3.3). O Deus que é fiel, pela sua graça, nos salvou e nos deu uma nova vida a fim de que tenhamos comunhão com Ele e com o seu Filho (1 Co 1.9). Como filhos de Deus e novas criaturas, precisamos ter para com Deus a mesma atitude de lealdade que Ele tem para conosco. A nossa fidelidade ao Senhor nos ajuda a resistir à idolatria e às heresias que tão de perto nos rodeiam. É importante ressaltar que idolatria não é somente adorar imagens de escultura, mas é tudo que toma o lugar de Deus em nossos corações, sejam pessoas, sejam objetos. Que Deus ocupe sempre o primeiro lugar em nossas vidas. Muitos infelizmente têm deixando que os bens materiais, os talentos e os cargos eclesiásticos ocupem o lugar em seus corações, lugar que deve ser somente do Pai (Dt 6.5). Que o Senhor nos livre de cometer tal loucura.






SÍNTESE DO TÓPICO I
Fidelidade é a característica de quem é leal.






II - IDOLATRIA E HERESIA: UM PERIGO À FIDELIDADE


1. O que é idolatria? O vocábulo idolatria, no grego, é eidololatria e significa culto destinado a adoração de ídolos. A idolatria  aparece na relação de obras da carne apresentada por Paulo aos Gálatas (Gl 5.20). Ela é proveniente  da falta de conhecimento das Escrituras e de Deus, pois quem conhece a Bíblia sabe que tal prática é condenada pelo Senhor (Lv 26.1; 1 Sm 12.21; Sl 115.4; At 15.20; 1 Jo 5.21). Os israelitas, embora tivessem visto de perto a glória e o livramento de Deus, por diversas vezes se deixaram levar pela idolatria. Ainda na travessia do deserto, quando Moisés estava no monte Sinai para encontrar-se com o Senhor, o povo fez um bezerro de ouro e o adorou (Êx 32.1-18). Já no período monárquico, depois da morte de Salomão e a divisão do reino, todos os reis do Reino do Norte fizeram o que era mal aos olhos do Senhor, levando o povo à adoração de ídolos (1 Rs 16.25,30; 22.52-54; 2 Rs 3.3). Jeroboão fundou um sistema religioso idólatra, mandando fazer dois bezerros de ouro, institucionalizando a idolatria em Israel (1 Rs 12.26-33).




2. A idolatria no Novo Testamento. Na Roma antiga adorar aos imperadores era uma forma de lealdade e devoção. Por isso, os primeiros cristãos foram severamente perseguidos e mortos, pois eles não aceitavam que o homem ocupasse o lugar de Deus. Além dos imperadores, os romanos (e também os gregos) tinham uma variedade muito grande de ídolos. Na cidade de Listra, Paulo foi confundido com o deus Mercúrio, e Barnabé com o deus Júpiter (At 14.11-13). Passando por Atenas, Paulo encontra um altar onde estava escrito: "Ao Deus Desconhecido" (At 17.23). Contudo, tanto no Antigo Testamento quanto no Novo, a idolatria é condenada (Êx 20.3; Lv 26.1; Cl 3.5; Ap 22.15). Não podemos jamais esquecer que tudo aquilo que usurpa o lugar de Deus, em nosso coração, é idolatria. Qualquer pessoa ou objeto a que nos dedicamos com extremada atenção, e que não podemos viver sem os quais, podem se tornar um ídolo. A idolatria é a quebra da nossa fidelidade ao verdadeiro Deus.




3. O que significa heresia? No grego, esta palavra é hairesis e significa preferência, escolha. Segundo o Dicionário Teológico (CPAD) podemos definir heresia "como uma rejeição voluntária de um ou mais artigos da fé". Precisamos ter cuidado, pois atualmente, muitos estão  se utilizando de argumentos falsos para enganar e macular a Igreja do Senhor. Precisamos de homens como Paulo, que não usavam de  engano nem fraudulência (2 Ts 2.3). Contudo, também precisamos investir mais no ensino sistemático da Escrituras Sagradas, pois as heresias só podem ser rechaçadas pelo conhecimento bíblico (Mc 12.24).  Estamos vivendo tempos difíceis, nos quais muitas igrejas já não conservam mais a sã doutrina, sendo os crentes enganados por filosofias humanas e ensinos de demônios contrários à Palavra de Deus.




SÍNTESE DO TÓPICO II
A idolatria e a heresia são um perigo à fidelidade.





III - SEJAMOS FIÉIS ATÉ O FIM


1. Olhando para o passado. Para se conquistar um bom futuro é imprescindível ter estabelecido alicerces sólidos no passado. Por isso, o escritor aos Hebreus pede que os crentes deem uma olhadinha no passado. O propósito era que eles não se esquecessem das bênçãos que já haviam recebido da parte de Deus e dos muitos combates e aflições quais enfrentaram e saíram vitoriosos (Hb 10.32). O Senhor também cuidaria dos seus servos, dando-lhes novamente força e vigor para permanecerem fiéis até o fim. A fé que recebemos como fruto do Espírito nos ajuda a continuar firmes e fiéis a Cristo diante das circunstâncias contrárias.




2. A fé que nos ajuda a permanecermos fiéis. Já fomos justificados perante Deus pela nossa fé em Jesus (Rm 3.21,22). Esta é a chamada fé salvífica que vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Rm 10.17). Mas, à medida que buscamos ter maior comunhão com Deus, desenvolvemos a fé como fruto do Espírito. Essa fé cresce em nós com o tempo e nos livra da idolatria, das heresias e da apostasia (2 Co 10.15; 2 Ts 1.3). A nossa confiança em Deus nos ajuda a permanecer fiéis em tudo até o dia em que iremos nos encontrar com o Senhor (Ap 2.10).




3. Seja fiel. O Deus fiel e imutável a quem adoramos deseja nos ajudar a permanecer fiéis em toda a nossa maneira de viver, neste mundo tenebroso, mau e que jaz no maligno (1 Jo 5.19). Se quisermos permanecer fiéis não podemos descuidar da nossa comunhão com o Senhor. Precisamos buscá-lo enquanto é tempo, enquanto podemos achá-lo (Is 55.6). Noé, durante um bom tempo, anunciou que o dilúvio viria. Mas aquela geração não deu crédito à pregação do servo do Senhor. O dia do juízo chegou e somente ele e sua família foram salvos da fúria das águas. Mesmo vivendo em uma sociedade corrompida pelo pecado, Noé permaneceu fiel ao Senhor e cumpriu a sua missão com zelo e temor até o fim dos seus dias




SÍNTESE DO TÓPICO III
A fidelidade, fruto do Espírito, nos ajuda a nos mantermos fiéis até o fim.






CONCLUSÃO


Que Deus nos ajude a permanecer fiéis até o fim (Ap 2.10). A infidelidade ao Senhor tem feito com que alguns ensinem heresias, levando muitos a apostatarem da fé. A  fidelidade, como fruto do Espírito, nos ajuda a não abrir mão de nossas convicções cristãs. Que em nossa caminhada de fé possamos dizer como o apóstolo Paulo: "Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé" (2 Tm 4.7).












------------------------------------------------
Referências
Revista Lições Bíblicas. AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO, Como o crente pode vencer a verdadeira batalha espiritual travada diariamente. Lição 09 – Fidelidade, firmes na fé. I – O significado de fidelidade. 1. Definição. 2. A fidelidade como fruto do Espírito. 3. A fidelidade de Deus. II – Idolatria e heresia: Um perigo à fidelidade. 1. O que é idolatria? 2. A idolatria no Novo Testamento. 3. O que significa heresia? III – Sejamos fiéis até o fim. 1. Olhando para o passado. 2. A fé que nos ajuda a permanecermos fiéis. 3. Seja fiel. Editora CPAD. Rio de Janeiro – RJ. 1° Trimestre de 2017.


Elaboração dos slides: Ismael Pereira de Oliveira. Pastor na Igreja Assembleia de Deus, Convenção CIADSETA, matrícula número 3749-12. Inscrito na CGADB, número do registro 76248. Contatos para agenda: 63 - 984070979 (Oi) e 63 – 981264038 (Tim), pregação e ensino.








LIÇÃO 09 - NA IGREJA, A FAMÍLIA ESPIRITUAL / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE ADOLESCENTES







Aula ministrada pelo Professores da Igreja AD em Criciúma - SC
 Acesse (www.adcriciuma.com.br)















LIÇÃO 09 - A MISSÃO ENSINADORA DA IGREJA / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE JOVENS







Aula ministrada pelos Professores da Igreja AD em Criciúma - SC
 Acesse (www.adcriciuma.com.br)










Aula ministrada pelo Professor Gabriel Raso










Aula ministrada pelo Professor Erivelton Nunes Bastos












LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ / SUBSÍDIOS / REVISTA DA CLASSE ADULTOS





Aula ministrada pelo Dr. Ev. Caramuru Afonso Francisco 
 Acesse (www.portalebd.org.br)









Aula ministrada pelos professores da EBP EM FOCO










Aula ministrada pelo teólogo e professor Fábio Segantin
 Acesse (www.fabiosegantin.blogspot.com.br)









Aula ministrada pelo professor Dr. João Pereira
 (Acesse: http://jpresponde.blogspot.com.br/)










Aula ministrada pelo pastor Adriano Sebben - Igreja Assembleia de Deus em Criciúma - SC
 Acesse (www.adcriciuma.com.br)









Aula ministrada pelos professores da Assembléia de Deus em Londrina. Acesse:www.adlondrina.com.br









Aula ministrada pelo professor do canal TV EBDUCANDO









Aula ministrada pelo professor do canal Enfatizando a Palavra















ACADEMIA DE PREGADORES - O MELHOR CURSO TEOLÓGICO PARA MESTRES E PREGADORES




CURSO MÉDIO EM TEOLOGIA

SÃO 34 MATÉRIAS MINISTRADAS POR 19 PROFESSORES RENOMADOS








"Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino;" (Romanos 12:7)